Um Flash de Luz na Sua Vida com Alexandra Solnado

Voltar
X

O ACORDO DAS ALMAS

Texto para quem chegou a 1ª vez.

Texto para quem chegou a 1ª vez.

Texto para quem chegou a 1ª vez.

Texto para quem chegou a 1ª vez.

ATIVAR
X

ATIVE A MICRO FLASH - ACORDO DAS ALMAS

Para ter acesso a todo o conteúdo da Micro Flash - Acordo das Almas por 7€,

Teoria + 1 Meditação

só tem que clicar no botão abaixo para ir à nossa loja.

ATIVAR

O ACORDO DAS ALMAS

    •  Conta-se que uma Alminha, muito novinha, que vivia no céu, um dia foi falar com Deus.

       

      "Deus, posso fazer-lhe uma pergunta?"

       

      "Claro, Alminha." disse Deus.

       

      "Eu sou Luz?"

       

      "Claro que és Luz!"

       

      "Mas eu não vejo nada!"

       

      "Não vês nada porque estás aqui, na Luz. Se fores para um lugar escuro, vais ver como brilhas."

    •  "Ah eu quero! Eu quero saber se sou Luz." a Alminha estava entusiasmada.

       

      E Deus estava preocupado. "Não acho que seja uma boa ideia. Mas de qualquer modo, há um sítio muito bom para ires ver que és Luz. Um lugar denso, pesado, escuro, onde é muito difícil estar. A Terra. Lá vais poder ver como és Luz. Como ainda podes brilhar no meio da escuridão."

       

      A Alminha estava mesmo animada. "Ah, deixe-me ir! deixe-me ir! Please! Please!"

       

      "Sim, sim, está bem, eu deixo. Mas para poderes ir vais ter que escolher alguma coisa para aprender, alguma coisa para trabalhar. A ida à Terra é muito traumática para uma alma ir assim... em vão. E vais ser tu própria quem tem que escolher o que queres ir aprender. Vai, vai conversar com algumas almas que já estiveram lá em baixo, para que elas te possam orientar."

       

      E lá foi a Alminha, procurar uma lição que valesse a pena.

    • Um tempo depois, lá veio a Alminha outra vez: "Deus! Deus!"

       

      "Sim, minha filha..."

       

      "Já sei! Já sei! Vou querer aprender um tal de dum Perdão. Disseram-me que esse é muito bom! Aprende-se mesmo muito!"

       

      "Mas alminha... logo assim para começar? Não podias ter arranjado alguma coisa mais simples?"

       

      "Ah... vá lá..."

       

      "Está bem. Não vou interferir na tua escolha. O livre arbítrio é sagrado para nós aqui em cima. Mas tens que perceber que, para ir lá abaixo aprender o perdão, não podes ir sozinha. Tens que levar pelo menos uma outra alma para te ensinar."

       

      "Ohhhhh!" a Alminha começou a ficar preocupada.

       

      Nesse momento, uma outra alma mais velha, mais madura, estava a planar por ali. Percebeu o que se passava, e disse: "Alminha, não há problema. Eu vou contigo. Eu vou ensinar-te a perdoar."

       

      "Yupiiiiiiiii! Que bom!" A Alminha estava mesmo feliz!

    • E foram feitos todos os preparativos. 

       

      Em que condições encarnar, em que família, pais, irmãos, país, época, tudo. Tudo escolhido de forma rigorosa para que o ensinamento se desse da forma mais eficaz possível. A consciência ampliada da Alminha fazia com que ela não se importasse em que condições iria descer. Se na Terra iria ser feliz ou infeliz, se saudável ou doente, se pobre ou rica.

       

      A única preocupação dela seria a de criar as condições para encarnar da melhor forma a aprender a sua lição. O Perdão.

       

      Ufffff.

    • E no dia escolhido, a Alminha esmerou-se. Arranjou-se toda, e foi para a Núvem, para se preparar para o famoso Acordo das Almas.

       

      "Tu vais ensinar-me o Perdão... e eu vou aprender. E para me ensinares, vais ter que me maltratar, que me castigar, para eu ter o que perdoar. E vais ganhar muito karma com isso. Mas vais ajudar-me muito e por isso eu irei ficar com uma dívida para contigo. Dentro de centenas de anos, talvez até milhares, eu é que serei chamada ajudar-te a aprender as tuas lições. Mesmo que isso me traga karma a mim.

       

      Tu vais ensinar-me o Perdão. Da melhor ou pior maneira. E eu terei que aprender. Se eu não conseguir aprender, tu não tens responsabilidade porque fizeste a tua parte. E eu continuarei com a minha dívida kármica para contigo..."

       

      Acordo feito, a Alminha deu a mão à sua Alma Companheira para saltar da nuvem para a encarnação seguinte. Agora estavam ligadas para todo o sempre. Iriam cruzar a eternidade a ensinar e a aprender, que é a forma mais incrível das almas se ligarem.

       

      No minuto do salto, a alma mais madura virou-se para a Alminha, e disse: "Alminha, posso pedir-te uma coisa?"

       

      "Claro, Alma Companheira! Tudo o que tu quiseres!"

       

      "Quando eu te estiver a violar, quando eu te estiver a magoar, quando eu te estiver a castigar... por favor reconhece-me. Não te esqueças de quem eu sou! Não te esqueças de que eu estou apenas a fazer a minha parte, e que tu tens que fazer a tua."

       

       

      ... Mas há mais...

  • ATIVAR
Erro ao conectar SQLSTATE[HY000] [2002] php_network_getaddresses: getaddrinfo failed: Name or service not known

INSIRA AQUI O SEU COMENTÁRIO

Nome
Email - O seu email não será divulgado.
Comentário
    Erro SQLSTATE[42S02]: Base table or view not found: 1146 Table 'alexandr_ckdezpt.lan_comentarios' doesn't existErro SQLSTATE[42S02]: Base table or view not found: 1146 Table 'alexandr_ckdezpt.lan_comentarios' doesn't exist

    Últimos Comentários de :